Pin It

Em algum lugar do passado…

Em continuidade a série “Em algum lugar do passado”, segue uma ocorrência de grande proporção transcorrida sob um viaduto que serve duas importantes artérias viárias da cidade de São Paulo – Brasil.

Data do evento: 13/02/2016

Local: São Paulo – Brasil

A colisão de um caminhão-tanque que transportava óleo diesel e um caminhão que transportava açucar gerou um incêndio na avenida dos Bandeirantes, sob o viaduto Santo Amaro.

O condutor do bi trem que transportava açúcar diz que foi desviar de um carro que tinha invadido a faixa dele quando o sinal fechou e ele não conseguiu parar o veículo. O motorista do caminhão-tanque disse que faria um retorno embaixo do viaduto e passou no sinal verde.

Colisão de caminhões em baixo de viaduto - 20150201 - Foto1Colisão de caminhões em baixo de viaduto - 20150201 - Foto2

Fonte: http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2016/02/viaduto-santo-amaro-ficara-fechado-sem-prazo-para-reabrir-diz-prefeitura.html

A tragédia gerou um imenso impacto no local, as altas temperaturas (1.000 graus celsios) afetaram as estruturas do viaduto, o tráfego de veículos foi interrompido. Estima-se um prejuizo direto para o estado da ordem de 40 milhões além do enorme transtorno para a população que faz uso diário dessa malha viária.

Aparentemente um caso fortuíto, ocorrência do acaso, mas esse tipo de ocorrência não ocorre por si, sempre a elementos motivadores. A contribuição desses elementos desencadeiam uma série de ações sucessivas que deflagram em acontecimentos como este.

O objetivo aqui não é apontar culpados, mas sim estudar esses tipos de eventos que ocorrem ao nosso redor. Há lições para aprender nesses eventos. Muitas dos quais são tão primários que não deveriam passar desapercebidos entre nós. Você mesmo pode estar sujeito a algum elemento motivador nesse mesmo instante. Um caminho para a segurança está na persistência da redução de níveis de riscos, algo ligado a uma filosofia de vida, vamos detalhar melhor isso futuramente.

Acidentes são decorrentes de perigos negligenciados em algum lugar do passado.

Antônio Carlos de Ávila

 

%d blogueiros gostam disto:
Pular para a barra de ferramentas